Jornalismo empreendedor

Jornalistas relatam experiências e dificuldades em montar seus modelos de negócio

Por Alanna Anjos, Laíz Sousa, Paulo Octavio e Ygor Piva

Os jornalistas Fausto Salvadori Filho, Gustavo Ribeiro e Renata Rizzi discutiram como montaram seus negócios independentes na mesa “startups de jornalismo: como criar uma? como sobreviver?”, durante o terceiro dia da 6° Semana de Comunicação, no campus Liberdade. A palestra abordou o jornalismo online e teve mediação de Agostinho Vieira, do projeto Colabora.

A crise econômica, demissões em massa e queda de receitas fizeram com que jornalistas encontrassem outras formas de trabalho, além do realizado nas grandes redações. Em meio a crise do impresso, o meio digital tornou-se um campo fértil para novos modelos de comunicação.

img_20161105_171708
Palestrantes contam suas experiências (Divulgação — Paulo Octavio)

Os convidados relataram como aproveitaram brechas na cobertura da grande imprensa para montar seus negócios. Gustavo Ribeiro, incomodado com a visão rasa e estereotipada dos estrangeiros em relação ao Brasil, decidiu criar o plus55, um portal de notícias sobre o país em inglês.

O jornalista ainda afirmou que seu trabalho é pensar como empreendedor, buscando novas fontes de renda, divulgação e a preocupação com questões da empresa, não só do jornalismo.

Fausto, após trabalhar por dois anos no jornal Agora como repórter policial, pensou em criar um veículo para dar espaço a notícias que não se costuma ver na mídia tradicional. Para isso, idealizou a Ponte Jornalismo, portal especializado em direitos humanos e segurança pública. “A Ponte é um trabalho voluntário e horizontal. Todos os colaboradores têm outros empregos e não temos hierarquias”, explica. Já Renata, criadora do Nexo, trouxe uma maior contextualização das notícias divulgadas pela mídia, sem pressão pela exclusividade.

A web abre oportunidades para iniciativas independentes, já que não é mais necessário o gasto com a impressão. A grande questão é como buscar financiamento e parcerias com outros veículos e projetos. O anúncio publicitário é evitado, pois o público o rejeita, são poucos os que desejam anunciar com sites jornalísticos e diminui a credibilidade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s